Blog pessoal de Ana Paula Motta

Sábado, 2 de Janeiro de 2010

FELIZ ANO... de novo

Walnize Carvalho

De novo, a falsa euforia...
De novo, o engarrafamento...
nas ruas
nas mesas
Alegria?!

De novo, o vestido branco.
De novo, papéis picados do Banco.

De novo, tilintar das taças.
De novo, o riso de graça.

De novo, praia cheia
- oferendas na areia.
De novo, o comer de uvas, lentilhas.
De novo, catador de latas vazias.

De novo....
De novo...
Novamente
A espera por bonança.
A E S P E R A N Ç A.

publicado por Ana Paula Motta às 10:31
link do post | comentar | ver comentários (4) | | | favorito

Domingo, 20 de Dezembro de 2009




Walnize Carvalho

Queria
Juro
que queria
Um Natal
Em que pudesse
Acreditar no Papai Noel!
Mas...
Com tantos espalhados
Em cada esquina da cidade?!...

Queria
Juro
que queria
Um Natal
Em que pudesse
Depositar meu sapatinho na janela
Mas...
Com ela toda gradeada?!...

Queria
Juro
que queria
Um Natal
Em que pudesse
Enfeitar árvore frondosa da praça
Mas...
Se ela foi ceifada
E
Não há mais o canto sonoro dos pássaros?!...

Queria
Juro
que queria
Um Natal
Em que pudesse
Sonhar com a neve
Mas...
Esta se derreteu junto com meus sonhos?!...

Queria
Juro
que queria
Um Natal
Em que pudesse
ser
O próprio presente
Na vida dos que me querem bem.

Queria
Juro
que queria
Um Natal
Em que pudesse
Achar
Que
Todos soubessem
Quem é o ANIVERSARIANTE
Desta grande Festa!


P.S. Clica na imagem, uma antiga e clássica história de Natal.


publicado por Ana Paula Motta às 23:23
link do post | comentar | ver comentários (2) | | | favorito

Sexta-feira, 11 de Dezembro de 2009

Walnize Carvalho

A mulher chega ao quarto.
Sobre a imensa cama, lençóis azuis, cor de anil.
Sobre a pele clara, vestes brancas. Transparentes. Sobre o móvel o livro “Estrela solitária”- a vida de Garrincha.
Relaxa o corpo, mente e coração. Alonga pernas e braços.
Das janelas abertas, um brisa suave atravessa o quarto.
A primeira estrela aparece no céu e vem espiá-la.
Cerra os ollhos.

E pensa: Há estrelas em toda parte: na pipa ao vento, nos brincos da moça, no brinquedo do menino, na camisa do time, no olhar do apaixonado, no brasão da bandeira, no champagne, na taça, na vela perfumada, no poema de Bilac, na música do Sílvio Caldas e mais... e mais...
Abre os olhos.
No céu, outras tantas estrelas já estão a fazer companhia àquela primeira.
E olhando no imenso espelho do seu quarto seu corpo em cinco pontas-cabeça, braços e pernas alongados – traje branco, lençol azul se vê a estrela do céu do seu mundo à parte.

publicado por Ana Paula Motta às 10:42
link do post | comentar | | | favorito

Sexta-feira, 4 de Dezembro de 2009



Walnize Carvalho

Não mais
sonhar o impossível
sofrer o previsível

Não mais
aceitar firulas
ler intermináveis bulas

Não mais
decifrar manuais
querer tempos que não voltam mais

Não mais
achar que “beleza põe mesa”
ser indiferente à Natureza

Não mais
contracenar com amadores
que só valorizam suas dores

Não mais
preocupar com frivolidade
lamentar o correr da idade

Não mais
lutar por causas perdidas
futucar velhas feridas

Sim
mais e muito mais
saborear momentos felizes
traçar novas diretrizes
amadurecer com SABEDORIA
Pois é o bem de maior valia.
publicado por Ana Paula Motta às 13:01
link do post | comentar | ver comentários (7) | | | favorito

Sexta-feira, 27 de Novembro de 2009

Tem que ser

Walnize Carvalho

Tem que ser
obediente
complacente
convincente

Tem que ser
crítica
apolítica
dogmática

Tem que ser
humorista
otimista
altruísta

Tem que ser
guerreira
pioneira
alvissareira

Tem que ser
antenada
plugada
conectada

Ah!
sociedade
controladora
dominadora
castradora

Sou
um
SER QUE TEM
despojamento
sentimento
e
no pensamento
uma enorme vontade de acertar ...





publicado por Ana Paula Motta às 13:23
link do post | comentar | ver comentários (2) | | | favorito

Sexta-feira, 20 de Novembro de 2009

Walnize Carvalho



Se busco ser feliz,

definitivamente

é

impossível:

acumular

a dor

cultuar

o medo

desenterrar

a mágoa

resgatar

a saudade.



Se busco ser feliz,

definitivamente

é

impraticável:

adiar

projetos

postergar

desejos

retardar

alegrias

protelar

sonhos.



Se busco ser feliz,

definitivamente

é

imprescindível:

arquivar

O PASSADO

esperar

O FUTURO

E no espaço-tempo

vivenciar

O PRESENTE.
publicado por Ana Paula Motta às 00:01
link do post | comentar | | | favorito

Domingo, 15 de Novembro de 2009

Walnize Carvalho



O menino travesso sorrateiramente entrou no porão da velha casa.

Seus olhos correram os cantos..Encontrou mofo e teias de aranha.

Remexeu baús.Deparou com fotos antigas,quinquilharias e papes de carta.

De repente, em seu olhar uma inusitada chama.Seus olhos pousaram em algo encantador: uma caixa redonda.Lembrou-se da Caixa de Pandora.

Abriu a tampa.

Dela saltou ,para susto e alegria,uma bonequinha de molas a lhe sorrir.

Correspondeu ao sorriso,afagou-lhe a face , brincou com ela.

Tirou a poeira dos seus sentimentos.

O menino travesso cansou da novidade.

Resolveu ir embora.

Tratou de fechar a tampa da caixa colorida.Não teve êxito.

O brinquedo semi-liberto não conseguia voltar para o seu mundinho anterior .

O garoto movido por pressa e tédio jogou a um canto,a distração.

Dos olhos da boneca-palhacinha duas lágrimas mágicas caíram...

tags:
publicado por Ana Paula Motta às 14:57
link do post | comentar | ver comentários (3) | | | favorito

Domingo, 8 de Novembro de 2009


Hoje a Walnize Carvalho, que me acompanha aos domingos desde o Sociedade Blog, estreia aqui no Quarto de Segredos.

Com seus textos cobertos de sensibilidades, plenos em vida.



A inquieta

Walnize Carvalho

Ela não me dá sossego.

Por sua causa

Atravesso ruas sem ver sinal luminoso

Entro no banho de relógio no pulso

Dou boa-noite em pleno meio dia.

O café esfria na xícara

Perco o sono

Ganho peso

Rabiscos palavras esquecida dos óculos sobre a mesa.

Rego plantas conversando

Ouço pássaros fazendo dueto com eles.

Por sua causa

Falo

Rio

Choro sozinha.

È uma criança inquieta,que só dá trégua

Quando a coloco no lugar que mais almeja: o papel

Ela: a Poesia



publicado por Ana Paula Motta às 11:32
link do post | comentar | ver comentários (1) | | | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
29
30
31


últ. comentários
Rs, muita tinta
Sofre do mesmo pânico: os espelhos e os fios branc...
Obrigada, pela visita. O filme é mesmo muito bom.
Já vi e adorei o filme :)
No Rio de Janeiro.
Ahahahaha!
E em que sítio do Brasil fica essa biblioteca?
Obrigada, Aninha. O que seria de mim sem as amigas...
Amanhã é um outro dia e o sol volta a brilhar, que...
Gosta de escrever textos sobre e Televisão? Tem id...
Wal , sempre tão atenciosa e carinhosa e eu em fal...
A doce Aninha enfeitando minha tarde de domingo.Bj...
Aninha, esse micro conto nasceu de lembranças e ta...
Haja o que houver, essas duas lágrimas fujonas são...
Shayana, obrigada pela visita e pelo comentário. B...
Ana gostei muito...
Um dia Ana, tb acredito nisso :-)um abraço deste l...
Wal sempre tão atenciosa e carinhosa nos comentári...
Ana, ainda vamos ver um filme desses juntas, com u...
Ana, foi esse momento do filme e do teu conto!! En...
Partilhar no Facebook
Partilhar
Visitas
widgeo.net
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro