Blog pessoal de Ana Paula Motta

Domingo, 14 de Junho de 2009

Em cidades como essa eu me sinto em casa. Sinto que posso me mudar de mala e cuia, de sonhar com vida nova, de “sumir” do mundo e construir novo mundo.

Pra cá trago filho,amor,cachorro e meus livros.



Cidades com história me fascinam na mesma medida em que lugares desertos me dão um certo desespero.

Gosto do campo, na verdade gosto de cidades do interior, gosto dos povoamentos, dos núcleos urbanos não muito grandes, mas com o mínimo de arsenal urbano para um ser humano como eu sobreviver.

Acho que ia ser feliz vivendo aí. Cidade linda, antiqüíssima, fria, cheia de história, de tradições, plena em vida.

“Você me abre seus braços e a gente faz um país.”





publicado por Ana Paula Motta às 21:41
link do post | comentar | ver comentários (14) | | | favorito

Sexta-feira, 15 de Maio de 2009
</embed>
Water Effect by Crazyprofile.com


Acharam essa imagem irresistível? Pois eu entro em pânico só de pensar em passar dez anos num lugar ermo como esse.
Dá no máximo pra passar um fim-de-semana inesquecível, e não sozinha.
Imagina ficar dez anos sem um vestido novo (e olha que nem sou exatamente vaidosa),sem creme dental (arg), sem livros novos (NUNCA!!!).
Esse desafio é impossível pra mim.
Não consegui responder.



publicado por Ana Paula Motta às 23:04
link do post | comentar | ver comentários (11) | | | favorito

Sábado, 14 de Março de 2009


Desejo

Queria descobrir onde está a chave do baú onde guardei meus sonhos de menina.

Sonhos guardados junto a desenhos de casinha (daquelas com chaminé, sol sorrindo e árvore no jardim), livros de contos de fada (aquele da Chapeuzinho Vermelho carregando um potinho de mel que minha irmã rasgou), cavaleiro andante me fazendo a corte quando já mais crescida.

Gosto de amora colhida na silva, de pastel de nata da terra da minha avó.

Cheiro de terra depois da tempestade rápida, de orvalho nas folhas do jardim florido. Cheiro de maio de manhãzinha.

Onde guardei? Há manhãs onde encontro a chave, as respostas, encontro os sonhos. São manhãs de meia-estação. Dessas assim mágicas que surgem suaves, trazendo vida plena.

Depois de manhãs assim, durmo cheia de certezas, plena em lua, repousando e sonhando no travesseiro azul.

São dias-estrela...

publicado por Ana Paula Motta às 20:10
link do post | comentar | ver comentários (16) | | | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
29
30
31


últ. comentários
Rs, muita tinta
Sofre do mesmo pânico: os espelhos e os fios branc...
Obrigada, pela visita. O filme é mesmo muito bom.
Já vi e adorei o filme :)
No Rio de Janeiro.
Ahahahaha!
E em que sítio do Brasil fica essa biblioteca?
Obrigada, Aninha. O que seria de mim sem as amigas...
Amanhã é um outro dia e o sol volta a brilhar, que...
Gosta de escrever textos sobre e Televisão? Tem id...
Wal , sempre tão atenciosa e carinhosa e eu em fal...
A doce Aninha enfeitando minha tarde de domingo.Bj...
Aninha, esse micro conto nasceu de lembranças e ta...
Haja o que houver, essas duas lágrimas fujonas são...
Shayana, obrigada pela visita e pelo comentário. B...
Ana gostei muito...
Um dia Ana, tb acredito nisso :-)um abraço deste l...
Wal sempre tão atenciosa e carinhosa nos comentári...
Ana, ainda vamos ver um filme desses juntas, com u...
Ana, foi esse momento do filme e do teu conto!! En...
Partilhar no Facebook
Partilhar
Visitas
widgeo.net

blogs SAPO


Universidade de Aveiro