Blog pessoal de Ana Paula Motta

Sexta-feira, 11 de Dezembro de 2009


100 mil acessos: Esse número merece uma comemoração!!!Quando criei o blog Todos os Sonhos de Abril, com especial carinho nas férias de 2008, fiquei feliz quando descobri que tinha mais de 100 visitas. Pulei de alegria com as mil e mais ainda com as 10 mil.

Confesso que nunca nem sonhei que um dia chegaria ao número 100 mil. Estou feliz e ao mesmo tempo triste porque por falta de tempo esse meu cantinho querido tem ficado meio abandonado.

Como recordar é viver, resolvi postar o meu primeiro texto. Agradecendo em especial aos primeiros comentariastas do blog e aos que são fiéis visitantes do Todos os Sonhos de Abril,desde 31 de julho de 2008.

Obrigada.

Noites de insônia são boas para...

UrsinhoHouve um tempo em que a insônia me desesperava. Hoje cheguei a conclusão de que noites não tão bem dormidas podem ser aproveitadas de muitas formas. Uma muito últil (pelo menos para mim) é sonhar acordada, coisa que tão pouco nos permitimos nessa vida tão agitada que a maioria de nós leva. Sonhar acordada ao contrário do que pensam os pessistas, os "sérios" e os chatos em geral, é uma maneira mais colorida de fazer planos. E para quem gosta de viver fazer planos é como um sopro de oxigênio. Pois é no primeiro momento da minha, digamos "insônia produtiva", os sonhos de olhos abertos me tomam de assalto, assim naturalmente. Desse mundo onírico muita coisa boa acaba saindo, até ver as coisas as de uma maneira mais saudável, os caminhos parecem mais abertos.

Outra forma muito interessante de aproveitar a falta de sono é pensar textos. Isso mesmo pensar em meus texto, que muitas vezes não são escritos por falta de tempo para simplesmente "parar" no meio do dia. À noite eles se impõem, meio que me dizendo "Você não nos dá atenção e agora vai ter que nos ouvir". As idéias vão se encadeando de uma maneira meio mágica, alguns diriam que é inspiração, eu acho que é simplesmente voltar a exercitar uma capacidade que sempre foi cotidiana e que com o tempo e a mudança de hábitos deixou de ser. Escrever é exercício. Quando a idéia é muito boa, e olha que para ser considerada assim ela tem que se esforçar e me provar, acabo saindo da cama e escrevendo do velho modo: caneta e papel. Muitos rabiscos depois volto para a cama e volto a dormir, quase sempre. é como se o cérebro estivesse numa fase de tanta atividade que acabasse por me impor os textos. Não posso reclamar.

Alguém deve se perguntar: "Como ela sobrevive sem dormir" . Vale esclarecer que sempre me deitei tarde e agora de uns meses até hoje venho deitando muiiiito cedo, por volta de 10, 10 e meia da noite e isso me faz acordar lá pelas 2 ou 3 h. Ou seja quando o sono é interrompido já dormi 4 ou 5 horas de sono. Lá pelas 6h me levanto arrumo o café da manhã e o lanche do meu filho e o mando para a escola. Aí, volto para cama e, não raro, volto a dormir até 8 ou 8 e meia. No fim das contas quase sempre durmo mais de 6 horas, o que para mim tem sido mais que suficiente. Afinal quando passamos dos 40 anos, dizem, nosso corpo precisa de menos horas de sono para se reestabelecer.

Acho que até lidar bem com a falta de sono tem sido uma maneira mais madura de ver a vida. Por hoje, é só...



escrito por João Ana Paula Motta 31-07-2008 16:49
3 comentários

publicado por Ana Paula Motta às 13:07
link do post | comentar | ver comentários (5) | | | favorito

Quinta-feira, 8 de Outubro de 2009


No começo da tarde sentiu que as nuvens ameaçavam seus planos para aquele fim de dia.
O céu cobriu-se de cinza e o calor invadiu o ar.
Hoje havia decidido dar um novo rumo a sua vida e precisava ir à rua.
Decidiu enfrentar o possível mau tempo. Armou-se de um bom e clássico guarda-chuva e deixou a segurança da casa.
Correu contra o tempo,dando conta das tarefas burocráticas com rapidez. Quase conseguiu. No caminho de volta, as nuvens se de precipitaram e uma chuva grossa e quente cobriu a cidade.
Raios, trovões, ruas inundadas. Ela caminhava sorrindo contra a tempestade, saltava, quase voava.
Uma nova etapa da vida estava começando. Flanava rumo ao sonho...
publicado por Ana Paula Motta às 21:42
link do post | comentar | ver comentários (3) | | | favorito

Sábado, 14 de Março de 2009


Desejo

Queria descobrir onde está a chave do baú onde guardei meus sonhos de menina.

Sonhos guardados junto a desenhos de casinha (daquelas com chaminé, sol sorrindo e árvore no jardim), livros de contos de fada (aquele da Chapeuzinho Vermelho carregando um potinho de mel que minha irmã rasgou), cavaleiro andante me fazendo a corte quando já mais crescida.

Gosto de amora colhida na silva, de pastel de nata da terra da minha avó.

Cheiro de terra depois da tempestade rápida, de orvalho nas folhas do jardim florido. Cheiro de maio de manhãzinha.

Onde guardei? Há manhãs onde encontro a chave, as respostas, encontro os sonhos. São manhãs de meia-estação. Dessas assim mágicas que surgem suaves, trazendo vida plena.

Depois de manhãs assim, durmo cheia de certezas, plena em lua, repousando e sonhando no travesseiro azul.

São dias-estrela...

publicado por Ana Paula Motta às 20:10
link do post | comentar | ver comentários (16) | | | favorito

Segunda-feira, 2 de Março de 2009


A vida estava se tornando algo tão insuportável que andava sonhando em mudar-se para o mundo da fantasia.

Com asas e bagagens...

publicado por Ana Paula Motta às 23:04
link do post | comentar | ver comentários (2) | | | favorito

Terça-feira, 17 de Fevereiro de 2009

Tinha tudo pra ter um sono agitado.

No dia seguinte era dia de pagar os cartões de crédito, meu pai anda doente, mas desde que coloquei meu corpo sobre a cama intuí que seria diferente.

Comecei a ler, como sempre, um livro para que o sono viesse. Na hora das orações uma sensação de paz invadiu minha alma toda, e as imagens que me vieram foram as mais suaves do mundo.

Fui dormir me sentindo uma privilegiada. Uma aura de tranqüilidade e mesmo de felicidade, uma alegria suave, dessas que não surgem todos os dias.

Tive até um pesadelo com meu cachorro, mas no meio dele o bichinho se acalmava.

Acordei junto com o sol, preparei o leite do meu filho, fiz as orações da manhã (as mesmas imagens estavam lá) e voltei a dormir.

Outra vez um pesadelo me assaltou, literalmente, pois foi com uma tentativa de assalto num banco. Mas o final foi feliz (onde já se viu final feliz num assalto!!??), com tudo resolvido.

O cotidiano continua com seus problemas, tenho contas a pagar, telefonemas a dar, mas acordei sem sobressaltos. Acordei com certezas de que posso dar conta dos obstáculos da vida.

O dia até amanheceu mais fresquinho, com uma brisazinha amiga.

Pois é, carpe diem.

publicado por Ana Paula Motta às 11:01
link do post | comentar | | | favorito

Quarta-feira, 28 de Janeiro de 2009
Canção de ninar gente grande

Quando a gente é pequena cantam pra gente dormir,

Mas quando a gente cresce também tem bicho papão.

E quando a noite chega e o sono não vem?

Quero um acalanto na noite de insônia,

Quero dormir com meu anjo,

Me guarda do medo da noite,

Quero sonhar com o céu,

Quando cantam pra gente dormir

Ah,como é bom,

O medo da noite se vai

E o sonho vem

"Dorme, dorme menininha
eu estou aqui
vá sonhar
ainda é tempo, menininha "

Oswaldo Montenegro em “Canção de Ninar Gente Pequena”

publicado por Ana Paula Motta às 21:31
link do post | comentar | ver comentários (2) | | | favorito

Terça-feira, 9 de Dezembro de 2008


Neve

Sonhar é a maneira otimista de fazer planos.

Hoje não preciso de muitas palavras.

Um agradecimento à Ana Vidal por ter emprestado essa foto linda do seu Porta do Vento da neve em Castro d'Aire, Portugal no primeiro fim-de-semana de dezembro.

escrito por João Ana Paula Motta 09-12-2008 12:24
1 comentários

publicado por Ana Paula Motta às 10:56
link do post | comentar | | | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
29
30
31


últ. comentários
Rs, muita tinta
Sofre do mesmo pânico: os espelhos e os fios branc...
Obrigada, pela visita. O filme é mesmo muito bom.
Já vi e adorei o filme :)
No Rio de Janeiro.
Ahahahaha!
E em que sítio do Brasil fica essa biblioteca?
Obrigada, Aninha. O que seria de mim sem as amigas...
Amanhã é um outro dia e o sol volta a brilhar, que...
Gosta de escrever textos sobre e Televisão? Tem id...
Wal , sempre tão atenciosa e carinhosa e eu em fal...
A doce Aninha enfeitando minha tarde de domingo.Bj...
Aninha, esse micro conto nasceu de lembranças e ta...
Haja o que houver, essas duas lágrimas fujonas são...
Shayana, obrigada pela visita e pelo comentário. B...
Ana gostei muito...
Um dia Ana, tb acredito nisso :-)um abraço deste l...
Wal sempre tão atenciosa e carinhosa nos comentári...
Ana, ainda vamos ver um filme desses juntas, com u...
Ana, foi esse momento do filme e do teu conto!! En...
Partilhar no Facebook
Partilhar
Visitas
widgeo.net
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro