Blog pessoal de Ana Paula Motta

Quinta-feira, 14 de Outubro de 2010
Aquela manhã de setembro estava insuportável. Desde que voltara ao trabalho, sócia numa pequena empresa, as sextas-feiras eram um tormento.
Dois dos colegas nunca se entendiam e perdiam um tempo enorme tentando provar que estavam certos, ela tão sonhadora na vida pessoal era extremamente prática no trabalho e se via sempre forçada a tomar as rédeas da situação.
Enquanto brigavam ela com uma enorme dor de cabeça se esforçava para terminar os relatórios semanais e deixar pronta a pauta da nova semana.
Aviso do porteiro, encomenda para ela.
Começou a rasgar o papel na sala comum aos sócios, se deteve assim que viu o nome da loja na pequena caixa. Foi para a sala privada e sorriu quando terminou de abrir. Lingerie preta com renda francesa. Com certeza ele havia visto seus olhos cobiçando as peças quando passaram em frente à loja.
Vivem o doce desequilíbrio dos sentimentos intensos.Separam-se e juntam-se, perdem-se e acham-se.
Divagava sobre o seu amor em meio aquele caos de papéis e contas.
Som de mensagem. Um SMS: Te aguardo...agora!!
Deixa um bilhete na secretária e sai apressada.
Ele a recebe com um sorriso e um beijo demorado.
No carro as botas de montaria castanhas , uma cesta enorme, mala.
Ia ser "raptada" para a serra. As crianças estavam na casa dos tios, ele avisava.
Caixa de presente na mão, deixa o vento bater na cara.
Equilibram-se nas primaveras e outonos, quando as almas milagrosamente se fazem harmônicas.
Acordam junto com o sol e vão colher o dia. Andam agora a cultivar auroras.
sinto-me:
publicado por Ana Paula Motta às 13:11
link do post | comentar | | | favorito

Lindooooo!
Wal
Anónimo a 15 de Outubro de 2010 às 21:43

Wal sempre tão atenciosa e carinhosa nos comentários...Beijo grande
Ana Paula Motta a 18 de Outubro de 2010 às 20:23

Adorei o teu conto, Ana!!
Ainda bem que até sei que só viste o filme "Comer, orar e amar" depois de postares este conto. A filosofia é idêntica exactamente por se pensar igual.
Como se diz por cá, deste lado do Atlântico: Boa malha Ana!
Um abraço

Ana Martins a 18 de Outubro de 2010 às 20:04

Ana, quando eu vi o guru de Bali falando aquela frase sobre o quanto era saudável se desequilibrar por amor, lembre do meu "o doce desequilíbrio dos sentimentos intensos" dos protagonistas do meu conto.
Ana Paula Motta a 18 de Outubro de 2010 às 20:11

Ana, foi esse momento do filme e do teu conto!! Engraçada essa nossa sensibilidade comum. Mas já havias falado sobre o teu conto antes de o postares e sei que só viste o filme depois, uma vez que comentamos juntas (muito mais do belo Barden que das frases do guru, confesso).
Acontece nós termos escrito um texto e algo maior nos rouba esse momento. É tramado, mas eu atesto que a Aninha só viu o filme depois eheh
Um abraço amiga, pena estares tão longe, assim poderíamos ir no cinema juntas, este é um filme para se ver com uma boa amiga.
Ana Martins a 18 de Outubro de 2010 às 20:17

Ana, ainda vamos ver um filme desses juntas, com um enorme saco de pipocas e coca-cola para acompanhar. Na sexta tive que ir só porque a minha outra amiga, também Ana, se atrasou no cabeleireiro. E só não é a mesma coisa.
Ana Paula Motta a 18 de Outubro de 2010 às 20:21

Um dia Ana, tb acredito nisso :-)
um abraço deste lado do Atlântico
Ana Martins a 18 de Outubro de 2010 às 20:24


mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


últ. comentários
Rs, muita tinta
Sofre do mesmo pânico: os espelhos e os fios branc...
Obrigada, pela visita. O filme é mesmo muito bom.
Já vi e adorei o filme :)
No Rio de Janeiro.
Ahahahaha!
E em que sítio do Brasil fica essa biblioteca?
Obrigada, Aninha. O que seria de mim sem as amigas...
Amanhã é um outro dia e o sol volta a brilhar, que...
Gosta de escrever textos sobre e Televisão? Tem id...
Wal , sempre tão atenciosa e carinhosa e eu em fal...
A doce Aninha enfeitando minha tarde de domingo.Bj...
Aninha, esse micro conto nasceu de lembranças e ta...
Haja o que houver, essas duas lágrimas fujonas são...
Shayana, obrigada pela visita e pelo comentário. B...
Ana gostei muito...
Um dia Ana, tb acredito nisso :-)um abraço deste l...
Wal sempre tão atenciosa e carinhosa nos comentári...
Ana, ainda vamos ver um filme desses juntas, com u...
Ana, foi esse momento do filme e do teu conto!! En...
Partilhar no Facebook
Partilhar
Visitas
widgeo.net

blogs SAPO


Universidade de Aveiro